BENVINDOS AO MEU BLOG

Espero que gostem do meu blog, minha intenção é expor os meus pensamentos e sentimentos a todos aqueles que
tiverem vontade de ver e compartilhar um pouquinho de mim...

Fiquem a vontade para postar qualquer comentário..é bom saber a opinião de vocês.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

PRECE


Senhor Jesus em teu louvor dedicamos-te esta prece e mais que isso oferecemos-te estas palavras.
Nós nos sabemos faltosos e nos reconhecemos pecadores, nós temos consciência dos nossos erros, nós conhecemos as nossas limitações.
Espíritos carentes e necessitados que somos, abeiramo-nos da tua sabedoria sem nódoa, do teu amor sem limites e te suplicamos ajuda e proteção.
Ajuda-nos o maravilhoso Cirineu a carregar-mos o madeiro de nossas imperfeições, unge-nos as feridas, eterno bom samaritano, na estrada de Jericó da existência terrena, ampara-nos e envia a conduta para que possamos fugir das fascinações que nos atemorizam o caminho. Enfim senhor, clarea-nos as veredas, robustece-nos os ideais, fortalece-nos a fé, ampara-nos a razão para que esta prece se encha de luminosidade e nos engrandeça de amor.
Fica conosco senhor Jesus, hoje amanha e sempre, porque hoje, amanha e sempre precisamos de ti, te suplicamos os teus excelsos favores em nosso beneficio e de todos que nos cercam e permita-nos em teu nome augusto e em nome de tua santa doutrina que sigamos o teu caminho com muita paz e fé.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

UMA HISTORINHA


Vou contar uma historinha que ouvi um dia destes.

Em um remoto país africano, bem distante da moderna civilização habitava uma tribo indígena que adorava comer, entre outros tipos de alimentos um bem especial, uma espécie de manjar dos deuses...
Este manjar era um macaquinho de porte pequeno que vivia em abundancia nesta região. Os indígenas tinham uma forma inusitada de capturar este pobre animal: Uma pequena banana que raramente aparecia naquela região.
Eles pegavam um coco, amarravam em uma árvore, abriam um buraco circular de pequenas dimensões e dentro dele colocavam esta deliciosa e doce banana. O pobre macaquinho sentia o cheiro da deliciosa banana e se dirigia imediatamente para o coco onde metia a sua mão para pegá-la. Na hora de tirar a mão de dentro ela ficava presa, pois sua mãozinha agarrada na banana era maior que o buraquinho...
O pobre macaquinho ficava preso, pois não soltava a banana para nada e assim perdia a sua vida por aquele pequeno troféu...



Às vezes somos assim, nos apegamos a coisas materias, coisas que são tão banais como o caso da historia contada. Deixamos nossas vidas de lado para agarrar com unhas e dentes àquilo que na verdade não tem valor.
E daqui a gente não leva nada... A vida é uma passagem de aprendizado, compreende em buscar a grandeza espiritual e elevar nossas almas à procura da luz.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

UMA PEQUENA PRECE

Coloco aqui uma oração para que todos possam refletir um pouquinho.
Ela me ajudou a encontrar o meu caminho e voltar a ter fé, de estimular-me em deixar de ser aquela ovelha que se esgueirou da manada e voltar a ser o cordeirinho bom que busca o aprisco de Jesus, de onde nos afastamos em virtude dos nossos atos...

Vamos pedir a Jesus que se compadeça das nossas fraquezas e das nossas limitações e por acréscimo de sua misericórdia nos dê aquilo que aqui estamos buscando.
Senhor Jesus, fazer-nos dignos daqueles que espalham a verdade e o amor, acrescenta os tesouros da sabedoria nas almas que se engrandecem no amparo ao semelhante, ajuda aos que se despreocupam de si mesmos, distribuindo em teu nome a esperança e a paz. Ensina-nos a honrar teus discípulos fieis com o carinho e o respeito que lhes devemos. Extirpa do campo das nossas almas a erva daninha da indisciplina e do orgulho para que a simplicidade nos favoreça a renovação.
Glorifica-nos senhor, conduza-nos à fonte com seus lauréis de luz, fica conosco senhor Jesus, hoje amanha e sempre, transmitindo-nos as forças que todos nos carecemos, do valor que todos nós precisamos, da fé que todos nós necessitamos a fim de sermos dignos filhos do pai que esta nos céus, o qual manda a sua chuva sobre os bons e maus e envia o seu sol sobre os justos e injustos. Permita-nos em teu nome augusto e em nome de tua santa doutrina que tenhamos fé e sejamos humildes para compreender a tua palavra. E que assim seja.


O CAMINHO DA FELICIDADE


Ando muito triste, não consigo enxergar o caminho à minha frente, não encontro um ombro amigo que me sustente nestas horas de necessidade.
É como se o eixo que me sustenta estivesse fora de centro, me levando a um giro espiral fora de controle e que todos os meus esforços façam com que a força da gravidade me leve a um giro ainda maior e incontrolável.
É estar dentro de um túnel imenso em que sabemos que no final veremos a luz. Mas por tropeçar em tantas pedras na escuridão nos ferimos de uma forma que ficamos impossibilitamos de caminhar e temos a impressão de que ali pereceremos.
Tenho medo de acabar assim, largado nas sarjetas sujas e misturado com aqueles que nunca valeram à pena, de sentir que a podridão vem de mim e não dos odores putrefatos das cloacas que nos rodeiam.
Preciso ser forte, mas como vou sê-lo se tudo aquilo que eu creio não tem nenhum sentido? Se jamais vou conseguir o perdão e que a imagem que foi feita de mim nunca mudará?
Ando triste, sem rumo. Perambulo por aí sem saber o que fazer.
Só espero que logo eu encontre a luz, e que assim possa descobrir o verdadeiro caminho para a felicidade, caminho que às vezes perdemos a cabeça a fim de encontrá-lo.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

COISA MAL FEITA


Quem, em algum ponto da vida já não fez uma cagada?
Isso acontece em todos os lugares e também com as melhores famílias.
É fácil, basta ter os ingredientes certos e a exata mistura para que tudo vá pelos ares e não deixe nenhum sobrevivente.

Acabei de me unir a esse distinto clube, perdi a cabeça, aliás, como alguém pode perder a cabeça se esta pessoa não existe ou está sempre muito distante ou Invisível?
A verdade é que, quando o meu lado sarcástico e daninho assume as rédeas, a catástrofe está prevista e não há forma de segurar...

Nunca gostei deste meu lado ruim, tento impedir de todas as maneiras que minhas e ações possam comprometer a minha integridade e das pessoas que me rodeiam, mas cheguei à conclusão que, depois de dar muita cabeçada e me sentir inúmeras vezes traído por pessoas e situações, eu deveria ser mais agressivo.

Desde os tempos dos homens das cavernas e até em qualquer sociedade de hoje, seja de seres humanos ou animais irracionais, há uma necessidade de poder e de domínio. Travam-se guerras e fazem-se órfãos para ter o poder em nossas mãos, poder que nubla o pensamento e avermelha os olhos com o sangue que entra em ebulição.
Com minha ira pus a perder algo que tinha de muito valor para mim... Mesmo ferido não deveria haver empregado táticas que, a meu ver eram inteligentes, maliciosas e que transmitiram a mensagem de uma forma firme e certa.

Claro que sempre haverá feridos e aqueles que morrerão pelos outros... As guerras são assim.
Só nos resta curar as feridas e dar graças por havermos sobrevivido.

Meu modo infantil e banal acaba discordando do seu jeito enganador e mendaz.
Este teu jeito que faz com que eu seja uma pequena estrela distante no teu firmamento e que apenas brilha. Se não prestarmos atenção, não conseguiremos notar a sua presença.
E que fiquem sabendo que em toda esta história  “de laranja, nada...”


sábado, 19 de novembro de 2011

A GUERRA DO AMOR


Faz muito tempo que não escrevo neste meu espaço sagrado.
Uns dizem que eu só venho aqui quando estou triste e sofrendo de alguma coisa ou nos momentos de dificuldades buscando um lugar para me consolar.
Outros porem adoram passar por aqui, mesmo que anonimamente entrem e deixem uma mensagem sincera.
A sinceridade é uma coisa bonita e também pode ser perigosa, pode machucar com suas verdades afiadas, atacando impiedosamente e derrubando aquele que não esteja preparado...
A guerra do amor é uma guerra sem vitoriosos pois o próprio amor não pode viver sozinho, ele precisa do outro amor para sobreviver, precisa de um amor que seja incondicional, que não exija e que aguarde o seu melhor momento.
O amor não foge buscando lá fora o que, por qualquer casualidade da vida não possa conseguir naquele exato momento, ele presencia, executa e sempre estará lá no dia seguinte. O amor não tira casquinha e se aproveita das oportunidades sem conseqüências.
O amor torto é somente uma visão distorcida da realidade, um lapso momentâneo da verdade ludibriada pela insanidade do momento.
Protegido neste meu santuário sano minhas feridas, mesmo sabendo que um dia proliferei tão ordinários golpes e estes golpes causaram incalculáveis danos.
Como Matheus já dizia: “Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”
Trato aqui no meu refugio o vazio que me envolve e reflito sem parar. Mas tenho a certeza de que o amor sincero pode  tudo superar...

sábado, 5 de novembro de 2011

COMO O DIABO GOSTA / ANTES DO FIM


COMO O DIABO GOSTA

Não quero regra nem nada
Tudo tá como o diabo gosta, tá,
Já tenho este peso, que me fere as costas,
e não vou, eu mesmo, atar minha mão.

O que transforma o velho no novo

bendito fruto do povo será.
E a única forma que pode ser norma
é nenhuma regra ter;
é nunca fazer nada que o mestre mandar.
Sempre desobedecer.
Nunca reverenciar.


ANTES DO FIM


Quero desejar, antes do fim,
pra mim e os meus amigos,
muito amor e tudo mais;
que fiquem sempre jovens
e tenham as mãos limpas
e aprendam o delírio com coisas reais.


Não tome cuidado.
Não tome cuidado comigo:
o canto foi aprovado
e Deus é seu amigo.
Não tome cuidado.
Não tome cuidado comigo,
que eu não sou perigoso:
- Viver é que é o grande perigo